domingo, 22 de março de 2009

Fórmula-1 (2)

Além da Brawn-GP, outro fator causou alvoroço no início da temporada 2009. A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) chegou a anunciar que os critérios para definir o campeão seriam diferentes.

Seria campeão quem conseguisse o maior número de vitórias. O número de pontos serviria como primeiro critério de desempate e definiria todas as outras posições.

Felipe Massa teria sido campeão em 2008, segundo esse critério, pois venceu uma a mais que Hamilton, mas ficou um ponto atrás na classificação. Piquet teria perdido dois títulos e Senna teria ganho mais um.

Por um lado, a nova regra beneficiaria os pilotos arrojados que, com a faca nos dentes, vão sempre em busca da vitória. Por outro, prejudicaria os regulares, que estão sempre entre os primeiros.

Fato é que a notícia não foi bem aceita por equipes e pilotos, que protestaram contra a decisão da FIA. Acuada, a Federação já disse que talvez implante a medida apenas em 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário