terça-feira, 17 de março de 2009

O caso Sean

Filho de uma brasileira com um norte-americano, o garoto de apenas 9 anos esta sendo disputado, na justiça federal brasileira, entre o pai e o padrasto (apoiado pela família da mãe).

Ele vive no Brasil desde os quatro anos, quando a mãe, então residente nos Estados Unidos, veio passar férias e não voltou. A mãe morreu há cerca de 6 meses e ele vive com os avós e tio maternos e o padrasto.

Independente de quem está certo na história, já que eu não tenho embasamento suficiente pra julgar isso, duas coisas me chamam a atenção:

Primeiro, o presidente Lula e Barack Obama não devem ser requisitados para resolver a questão, pois o executivo não pode interferiri no judiciário.

Segundo, por mais que seja doloroso abrir mão de uma criança amada, se ela é realmente amada, um dos lados vai ter que ceder, pelo bem do garoto. Basta saber (e os envolvidos sabem) se o melhor para Sean é ficar com o padrasto e a família da mãe ou com o pai biológico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário