quinta-feira, 21 de maio de 2009

As portas estão abertas.

O Brasil tem a cara do brasileiro. Conhecido por seu bom futebol, não pela política. Povo acolhedor, simpático, bom anfitrião. Se relaciona bem com todo o mundo.

Só falta ao Brasil o senso de justiça.

De que adianta Lula se sentar ao lado da Rainha da Inglaterra e ser paparicado pelo presidente dos Estados Unidos, se trata líderes ditadores e segregacionistas sem restrições?

Ao Brasil, no momento, interessa entrar em um jogo diplomático, no qual obter votos para o conselho de segurança da ONU, para as Olimpíadas de 2016 e para a entrada de Ellen Gracie no Órgão de Apelação da Organização Mundial do Comércio (OMC) são prioridades absolutas. O apoio, principalmente, de países árabes é essencial para o país.

Por isso, o presidente do Irã,Mahmoud Ahmadinejad, fora convidado a vir ao Brasil. Por isso o Brasil apoia o egípcio Farouk Hosni para o cargo de diretor-geral da UNESCO, em detrimento de dois brasileiros.

Se você é um ditador, um anti-semita, se você não respeita os direitos humanos ou se arrepia só de ouvir falar em democracia já sabe pra onde ir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário